Mês da Mulher: cuidados com a coluna

0
792

Atualmente, a maioria das mulheres é filha, mãe, esposa, amiga, dona de casa, profissional e ainda arruma tempo para acumular hobbies e cuidar da aparência. Mas como Mulher Maravilha e outras super-heroínas só existem mesmo na ficção, essas incríveis mulheres multitarefas precisam ter cuidado redobrado com a postura para evitar a tão indesejada dor de coluna ou até mesmo doenças mais perigosas.

women-back-painO blog Netsabe aproveita a data festiva do Dia da Mulher, comemorada no dia 8 de março, para reunir alguns conselhos para a ala feminina.

Dona de Casa

Dicas-para-dona-de-casa-seudinheiro-shutterstock

Simples afazeres domésticos como lavar, passar ou varrer, podem provocar danos à saúde, sobretudo, quando a tarefa é feita sem a atenção necessária na forma em que está sendo realizada. O problema é que essas atividades repetitivas exigem esforço e colocam o corpo em posições desconfortáveis por longos períodos. O resultado pode ser o surgimento de contraturas musculares, hérnias de disco, ou até doenças crônicas, como lombalgias.

O ideal é que pessoas mais altas optem por rodos e vassouras com cabos mais longos. É importante que se abaixem sempre flexionando os joelhos e que se evite carregar peso, como balde cheio de água. Já na hora de passar roupa, a tábua deve ficar na altura do osso da bacia.

Mulher Digital

woman_with_back_pain-e1344356482176

Não é só durante os trabalhos domésticos que a coluna está em risco. O profissional que trabalha muito tempo no computador está sujeito a ficar com tensão muscular aumentada na região do trapézio e também desenvolver dores cervicais e até de cabeça. Para minimizar os danos, a cada hora trabalhada é importante levantar e circular por, pelo menos cinco minutos, e sempre praticar alongamentos.

Gravidez e Bebê

iStock_000061328774_Medium_revisado

Durante o período pós-gestacional, muitas mulheres procuram o consultório médico por conta de incômodos na coluna. A motivação de muitas dessas dores se deve a postura inadequada no trato com o bebê. Por isso, orienta-se que na hora de trocar a fralda do recém-nascido procure-se posicionar o trocador em uma altura em que sua coluna permaneça ereta, mantendo todos os objetos utilizados bem próximos e de fácil acesso. Para a amamentação, a indicação é que se utilize um apoio para os braços e pescoço, deixando-os em uma posição bem relaxadas.

Na Moda

No âmbito da beleza, os vilões da saúde da mulher são velhos conhecidos: o salto alto e a bolsa. Isso porque o sapato com salto altera a maneira de a mulher andar, os ombros vão para trás e a cabeça para frente e isso muda a angulação da coluna, o que pode prejudicar o pescoço e a lombar, além de aumentar as chances de alteração postural.

Já o risco atrelado à bolsa está relacionado ao seu peso. Quem conhece bem as bolsas femininas sabe que nelas pode se encontrar de tudo. Se, por um lado, toda essa prevenção pode salvar as mulheres de alguns apertos, por outro, representa um verdadeiro perigo à sua saúde. Isso porque o ideal é que o peso da bolsa não ultrapasse 5% do peso da pessoa, sob o risco de provocar dores nos ombros, na região torácica, torcicolo, dores lombares, bico de papagaio e outros problemas.

bolsas-grandes

Ainda, carregar essas bolsas em um único ombro sobrecarrega a coluna, desequilibra a musculatura, facilita as contraturas e o desgaste das estruturas. As compensações para equilibrar os dois lados do corpo, podem causar lesões musculares e articulares e trazer danos aos pés, joelhos, quadris, ombros e até mesmo ao pescoço. O ideal é que se diminua a quantidade de itens na bolsa ao mínimo possível e que se reveze o uso da bolsa entre os ombros.

Se, mesmo após seguir todas as nossas dicas, você continua sentindo dores ou incômodos na coluna, o ideal é aproveitar a busca do Netsabe para encontrar um profissional ortopedista em sua cidade e marcar sua consulta. Clique aqui.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA