Giro do fim de semana #26

0
268

Giro do fim de semana #26

REFORMA POLÍTICA: O QUE QUEREM MUDAR?

REFORMA POLÍTICA: O QUE QUEREM MUDAR?
Palácio do Congresso Nacional

Para que a Reforma Política que vem sendo planejada em três comissões na Câmara seja válida para as eleições de 2018, a votação na Câmara e no Senado precisam estar concluídas até dia 7 de outubro. Os projetos de cada uma das comissões são:

O chamado “Distritão”, onde cada estado ou município será considerado um distrito e serão eleitos os deputados ou vereadores que ganharam em quantidade de votos, ou seja, acaba o voto por partido e o Fundo Especial de Financiamento da Democracia, onde será destinado R$3,6 bilhões do Orçamento da União para financiar campanhas eleitorais.

Um projeto em que dá autonomia aos deputados votarem em mudanças nas leis das eleições e dos partidos políticos, onde serão capazes de definir em detalhes os caminhos dos recursos do fundo eleitoral.

E no terceiro colegiado, o modelo para que se acabe as coligações dos partidos e crie para estes uma cláusula de desempenho eleitoral. Que medirá os números dos votos de cada partido e, a partir disso, restringirá os direitos destes (como acesso ao fundo partidário e horários gratuitos nas rádios e tvs).


ORLA EM ALERTA NO SUL E SUDESTE

ORLA EM ALERTA NO SUL E SUDESTE
De acordo com o portal Clima Tempo, o domingo de dia dos pais (13) e a segunda (14) apresentam uma grande agitação marítima, deixando em alerta os banhistas e todos os comércios que dependem do mar. Mesmo a partir de hoje, o risco de ressaca é eminente e deixa uma situação de risco para afogamentos.

Pescadores, embarcações pequenas e médias e até mesmo balsas deverão alterar sua programação e evitar sair ao mar. Já para os surfistas, as famosas big waves (ondas grandes) estarão prontas para o desafio.


O RETORNO DO MENINO DO ACRE

O RETORNO DO MENINO DO ACREComo contamos aqui e diversos veículos de notícias transmitiram, o desaparecimento do menino do Acre acabou. O retorno de Bruno Borges ainda envolve mistério, já que ele se recusa a falar onde esteve, mas afirma que não tinha acesso a nada e estava em missão em busca de autoconhecimento.

E, diante das acusações da Polícia Civil que seu sumiço seria uma jogada de marketing para lançar seus livros – que estão nas listas dos mais vendidos de acordo com a PublishNews -, Bruno nega e afirma que apenas está interessado que as pessoas busquem por conhecimento.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA