Giro do fim de semana #16

0
359

Giro do fim de semana #16

FRAGILIDADE DIGITAL

Giro do fim de semana #16

Chamado de ciberataque, mais de 150 países sofreram na última sexta-feira (12) ataques digitais que desligaram seus computadores. De forma indiscriminada, os hackers plantam um vírus – o ransomware -, se aproveitando de uma falha encontrada nos sistemas operacionais do Windows, que faz com que trave os documentos de seus usuários e exige, que para recuperar a máquina, as vítimas devem pagar uma quantia em bitcoin.

Dentre as vítimas estão hospitais britânicos, as fábricas da Renault, operações da FedEx americana, bancos russos, universidades gregas e italianas. No Brasil, empresas privadas e órgãos públicos foram atingidos. O site da Previdência Social deixou os atendimentos do INSS suspensos.


CUIDADO COM O SUSHIGiro do fim de semana #16

De acordo com um estudo publicado pela British Medical Journal, a popularização da comida japonesa está relacionada ao aumento dos casos de infecções parasitárias no estômago, que causam a anisaquíase. Com vítimas nos Estados Unidos e no Japão, o consumo do peixe cru ou malcozido permite que as larvas presentes no alimento entrem no organismo e causem vômitos, dores abdominais e febre.

O tratamento dessa enfermidade é pela extração da larva alojada no estômago, seja através de cirurgia ou endoscopia. Para evitar que aconteça, os restaurantes devem manter seus peixes a temperaturas de -15°C por pelo menos quatro dias.


CORREIOS PODE SER PRIVATIZADOGiro do fim de semana #16

Não é novidade a dificuldade financeira de Correios, empresa estatal de correspondências, está passando. Não medindo esforços para equilibrar suas contas – que estão no vermelho desde 2015 -, a empresa tem em seu plano de reestruturação demissões de pessoas aposentadas que ainda trabalham, funcionários administrativos com salários inflados, mudanças nos planos de saúde e fechamento de agências.

Caso nenhum desses ajustes melhorem as contas da organização, o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, afirmou que seu destino será a privatização.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA