Festa Junina: tradições

1
2504

Em arraial que se preze, não pode faltar fogueira, comidas típicas, bandeirinhas e quadrilha. Você saberia dizer de onde surgiram todas essas tradições e o que elas significam? Conheça a origem de algumas das tradições das festas juninas.

Cardápio

festa-comida

O período junino é propício para a colheita do milho, que acaba aparecendo em várias receitas, como curau, canjica, pamonha, pipoca, cuscuz e bolos. Arroz doce, amendoim, paçoca, pinhão, broa de fubá, cocada, pé de moleque, quentão e maçã do amor também fazem parte do cardápio, assim como opções menos sazonais, como cachorro quente, espetinhos de carne, pasteis e salsichão. Para beber, quentão é a pedida.

Aproveitando o momento, não deixe de visitar nossa aba de Gastronomia para conferir as mais deliciosas receitas juninas que o blog tem preparado especialmente para esse mês. Basta clicar aqui.

Fogos, bandeiras, mastro e fogueira

fogueira-na-festa-junina

Antigamente, era comum na celebração dos santos que grandes bandeiras com suas imagens fossem confeccionadas. As bandeiras eram colocadas em água, para quem se banhasse com ela ficasse protegido. Com o tempo, essas bandeiras diminuíram de tamanho, dando origem às bandeirinhas coloridas de hoje em dia.

Já a queima de fogos era uma maneira de “acordar” São João no dia de sua celebração, 24 de junho. Outra tradição ligada ao santo é o levantamento do mastro e o acendimento de fogueiras: na noite de seu nascimento, a mãe de João, Isabel, prima da Virgem Maria, mandou levantar um mastro e acender uma fogueira, para avisar a Maria, que morava nas redondezas, que o filho havia nascido. As capelinhas, comuns em muitas festas juninas, também vêm dessa tradição: foi um presente de Maria para o sobrinho.

Música e dança

quadrilha

A quadrilha tem origem francesa, numa dança de salão praticada pela nobreza, a quadrille, difundida no Brasil no século 19. Muitas expressões usadas na quadrilha vêm do francês: “anarriê” vem de “en arrière”, que significa “de volta”; alavantú veio de “en avant tous”, ou “todos para frente”; e balancê veio “balançoire”, balançar. Com o tempo, a quadrilha foi recebendo influências de movimentos de danças de matriz africana e indígena e se estilizando.

Dançar forró também é comum nas festas juninas, especialmente no Nordeste brasileiro. O recordista de arrecadação de direitos autorais no período das festas juninas é o cantor Luiz Gonzaga, autor de várias composições que cantam as tradições juninas.

Se estiver procurando pelas festas juninas que acontecem em sua cidade, você não vai querer deixar de dar uma olhadinha, também, em nossa Agenda Cultural – atualizada semanalmente.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA