Carro voador: uma realidade para 2020

0
385

Tudo começou em 2012, quando um grupo de jovens engenheiros japoneses intitulados de “Cartivator” se juntaram e traçaram uma meta: construir um carro voador para acender a pira olímpica dos Jogos Olímpicos de 2020 em Tóquio. Ideia absurda? Bom, a Toyota não achou, já que aderiu ao projeto e é um de seus patrocinadores.

A meta do grupo é transformar o modo de locomoção das pessoas para que até 2050 qualquer um possa voar a qualquer momento, de acordo com Tsubasa Nakamura, um dos engenheiros. Os jovens procuram trabalhar no projeto do “SkyDrive” – nome dado ao carro futurístico – em seus tempos livres, já que cada um é funcionário de uma empresa diferente.

Em 2018 o primeiro protótipo do experimento ficará pronto, tendo 2,9 metros de comprimento e 1,30 metros de altura. O carro deverá ser capaz de voar 100 quilômetros por hora a uma altura de 10 metros, mas com uma restrição inicial, apenas uma pessoa por viagem, o piloto e condutor.

Carro voador: uma realidade para 2020Além desse projeto, no Brasil corre um concomitantemente, a empresa brasileira Embraer – fabricante brasileira de aviões – e a americana Uber – prestadora de serviços para transportes privados – anunciaram uma parceria para construir veículos aéreos para realizarem viagens de curta distância, como de São Paulo a Campinas, por exemplo.

De acordo com o Diretor de Inovação da Embraer, Antônio Campello, existe mercado com grande demanda para este serviço, apenas não possui o produto necessário. Neste projeto, em 2020 iniciará a fase experimental e as duas cidades escolhidas para receberem o protótipo são Dallas e Dubai.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA