Ar condicionado pra cachorro?

0
1354

Uma notícia curiosa movimentou a internet essa semana e foi publicada pelos maiores portais de notícia e jornais do país: para garantir o bem-estar de sua cadela, Hana, o autônomo Wyomar de Araújo instalou um ar condicionado na casinha da amiga, na cidade de Guaraí, Tocantins.

Wyomar explicou que, com as temperaturas da cidade extrapolando os 40ºC, percebeu que Hana se sentia cada vez mais inquieta e desconfortável. Pensando em seu conforto, providenciou o aparelho para o lar da cadelinha de 1 ano que atua como cão de guarda da família.

17648695

Hana adorou a novidade e, no primeiro dia, nem queria sair da casinha! Com a repercussão da notícia, a casa de Araújo (e a casinha de Hana) virou até ponto turístico em Guaraí, recebendo visitantes que desejam conhecer a cadela e tirar fotos.

Veterinários aprovaram a medida, ressaltando que temperaturas entre 22ºC e 26ºC aumentam o bem-estar dos animais. Porém, assim como para humanos, algumas precauções devem ser tomadas: é importante que o vento gelado não incida diretamente sobre o animal e que ele não fique entrando e saindo do frio para o calor (o choque térmico pode causar doenças).

Apesar do estranhamento inicial, a ideia de Wyomar faz todo o sentido: os cãezinhos são cobertos de pelagem e não possuem glândulas de suor, o que aumenta bastante a sensação de calor. Se, nesses tempos de altas temperaturas, tá difícil pra nós, imagina pro seu bichinho? Por isso, o Blog Netsabe separou algumas dicas essenciais para que seu animal de estimação sofra o mínimo possível nessas épocas. Se liga:cachorro-calor1

  1. Sempre deixe água fresca no bebedouro do cão e troque sempre que puder durante o dia. Se for possível, água resfriada (mas não gelada!).
  2. Não leve seu cão para passear nos horários quentes do dia. Não bastasse o calor, ele ainda pode queimar as patinhas no piso. Escolha os momentos mais frescos e só passeie em locais com sombra.
  3. Em hipótese alguma deixe seu cão dentro do carro. Não importa se os vidros estão semiabertos. O calor intenso pode superaquecer o corpo do bichinho e ele pode passar mal.
  4. Não utilize focinheiras fechadas para passear com o cachorro. Se for necessário, opte por modelos arejados e que permitam que ele mantenha a boca aberta: essa é uma estratégia usada pelos cães para diminuírem a temperatura corporal.
  5. Está pensando em ter um cãozinho e mora em um lugar muito quente? Não opte por raças adaptadas ao inverno ou garanta que poderá oferecer a ele um ambiente climatizado com ar condicionado.
  6. Cuidado com as piscinas! Alguns cachorros adoram água e com certeza vão entrar para se refrescar durante o calor. Fique atento, pois eles podem ter dificuldades para sair e acabarem se afogando.
  7. Observe seu animalzinho: se ele está muito ofegantepetcalor é porque o calor está muito intenso. Dê um banho frio ou molhe-o para ajudá-lo a se refrescar.
  8. Se a raça permite tosa: faça sem medo de ser feliz. Melhor pensar no conforto do seu amigo do que na beleza, né? Pra facilitar pra você, o Netsabe já indica os melhores locais para tosa bem perto de você. Confira aqui.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA